Sensor eletroquímico contendo nanopartículas de CeO2 para a análise de antioxidantes fenólicos

Elvandi da Silva Júnior, Sergio Roberto Mortari, Luis Otavio Souza Bulhões

Resumo


A Nanociência e sua ampla divulgação no final do século passado, trouxe novas possibilidades para o mundo da ciência. Entre elas, a possibilidade de desenvolver sensores eletroquímicos nanoestruturados, os quais permitem identificar ou quantificar uma gama de substâncias e compostos, nas mais diversas amostras em um curto espaço de tempo. Neste contexto, o presente trabalho apresenta o desenvolvimento de um sensor, contendo nanopartículas de CeO2, imobilizadas em lâmina de vidro condutor, recoberto com ITO (filme de dióxido de estanho dopado com índio), para detecção de substâncias antioxidantes fenólicas, presentes em vinhos. Este sistema foi avaliado e otimizado usando técnicas eletroquímicas, como a voltametria cíclica e polarografia diferencial de pulso. Para a otimização utilizou-se soluções tampão de fosfato, com pH 7,2 e com soluções contendo ácido cafeico ou ácido gálico, a diferentes concentrações. Como resultado comprovou-se que o CeO2 mimetiza a lacase na detecção de compostos fenólicos. O sensor desenvolvido foi considerado eficiente, com resposta rápida e linear, permitindo identificar e quantificar compostos fenólicos em amostras de vinho.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37779/nt.v21i2.3618

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.