A utilização de óleos vegetais como fonte de polióis para a síntese de poliuretano: uma revisão

Lucas Repecka Alves, Giovanni Miraveti Carriello, Guilherme Manassés Pegoraro, Jorge Fernandes Filho

Resumo


O poliuretano é um polímero que apresenta uma gigantesca aplicabilidade devido à sua imensa versatilidade em diversos segmentos da indústria de plásticos. Todavia, para sua síntese, são necessários polióis, que são grandes cadeias orgânicas ricas em grupos funcionais álcoois. Uma das fontes mais utilizadas para a produção de polióis é a petroquímica, a qual não é renovável e por isso se tem a necessidade de pesquisar fontes alternativas, tal como os óleos vegetais, fonte de polióis que vem ganhando destaque em pesquisas recentes. O presente artigo analisou as pesquisas e tendências que estão sendo realizadas no segmento de produção de poliuretano a partir de óleos vegetais. Os óleos selecionados foram de açaí, andiroba, amendoim, baru, canola, girassol, jatrofa, linhaça, mamona, maracujá, milho, soja e tungue. Ao final, constatou-se que há uma grande potencialidade na utilização de óleos oriundos de vegetais nativos ou cultivados no Brasil. Em especial, se tem a utilização do óleo de mamona, o qual apresenta a vantagem de não precisar de nenhum tratamento químico para transformar o seu óleo vegetal em um poliol.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37779/nt.v22i1.3711

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.