Perspectivas da gestão hídrica no semiárido brasileiro para a irrigação

Alana Hellen Batista de Almeida, Heithor Syro Anacleto de Almeida, Mychelle Karla Teixeira de Oliveira

Resumo


As mudanças climáticas afetam a concentração de água, portanto, pesquisadores de todo o mundo tem aplicado métodos capazes de prever o que estas alterações causaram aos recursos hídricos. A produção de alimentos no território brasileiro provém majoritariamente da agricultura irrigada, necessitando por tanto, de uma boa gestão hídrica. A região semiárida do país já sofre com crises hídricas, devido, questões ambientais, como clima desfavorável. Havendo assim, necessidade de encontrar soluções rápidas e imediatas capazes de otimizar o uso da água, contribuindo para a sustentabilidade e qualidade de vida da população desta região. O objetivo deste trabalho é, a partir de uma revisão bibliográfica, apresentar as principais técnicas, como os bioindicadores e sensoriamento remoto, irrigação por condensação, os tanques de pedra e reuso de água, que podem ser aplicadas no semiárido brasileiro como subsídios à gestão dos recursos hídricos. Os resultados destas pesquisas apontam, que apesar das mudanças climáticas e aridez nessas regiões, é possível, com a utilização de novas tecnologias, gerir os recursos hídricos, minimizando a perda de água na irrigação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37779/nt.v22i2.3489

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.