Produção de mudas de tamarindo submetidas ao tratamento com ácido giberélico

Fabiana Aparecida da Costa Dutra, Glauce Portela de Oliveira

Resumo


O estudo de metodologias em análise de sementes assume um importante papel dentro de pesquisas em tecnologia de sementes. A procura por mudas tem crescido muito para atender um grande mercado de reflorestamento. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes formas de aplicação e concentrações de ácido giberélico no desenvolvimento de mudas de tamarindo. Foram utilizadas mudas de tamarindo, compondo oito tratamentos e cinco repetições, dispostos em delineamento inteiramente casualizado. As concentrações de ácido giberélico foram de 0, 25, 75 e 100%, aplicados em semeadura e via foliar. As plântulas foram avaliadas aos 40 dias após a semeadura, em diâmetro do caule, comprimento de plântula, massa seca de plântula e número de folhas. Para todos os tratamentos via foliar, obteve-se resultado superior com exceção do diâmetro do caule que apresentou resultados semelhantes para ambos os tratamentos. O ácido giberélico exerceu efeito positivo sobre o crescimento das plântulas de tamarindo, recomendando-se as aplicações via foliar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.