Disponibilidade de irradiância solar para geração de energia elétrica na Alemanha e no estado do Rio Grande do Sul

Jivago Schumacher de Oliveira, Galileo Adeli Buriol, Alexandre Swarowsky, Valduino Estefanel

Resumo


No estado do Rio Grande do Sul - RS, a utilização da geração de energia elétrica a partir da utilização de células fotovoltaicas ainda é incipiente. Em comparação ao potencial de irradiância solar na Alemanha, um dos países que mais investem na geração de energia elétrica a partir da radiação solar, pode-se comprovar que no RS a disponibilidade é mais elevada. Entretanto, é importante que esta diferença seja quantificada. Assim, o objetivo, neste trabalho, foi comparar a disponibilidade de irradiância solar global na Alemanha com aquela disponível no estado do RS. Para isto, foi utilizada a irradiância solar global mensal incidente no topo da atmosfera nas latitudes de 50ºN e 30°S, mensal e anual registrada na superfície do solo em doze locais e a variação espacial anual na Alemanha e no estado do RS. Constatou-se que a irradiância solar global anual no estado do Rio Grande do Sul é, aproximadamente, 30% maior do que na Alemanha e que as diferenças são mais acentuadas no inverno do que no verão de cada Hemisfério, em função, principalmente da duração do dia e do ângulo zenital de cada local ou região. Assim, a utilização desta fonte de energia para gerar eletricidade no estado do Rio Grande do Sul, é promissora.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.