Glifosato adsorvido em nanotubos de carbono via modelagem molecular

Bruno Costa Tonetto, Mirkos Ortiz Martins, Solange Binotto Fagan, Ivana Zanella da Silva

Resumo


As propriedades estruturais e eletrônicas da molécula de glifosato com nanotubos de carbono foram analisadas por meio de simulações computacionais baseadas na Teoria do Funcional da Densidade (DFT, DensityFunctionalTheory). O glifosato é um herbicida amplamente usado em plantações agrícolas, porém esta molécula apresenta propriedades cancerígenas. Por outro lado, os nanotubos de carbono vêm surgindo como um material que apresenta uma série de propriedades específicas, tornando estes compostos como promissores sistemas para uma série de aplicações. Entre estas, podemos destacar a utilização de nanotubos de carbono como filtro ou sensores de moléculas tóxicas. Assim, neste trabalho, o objetivo é utilizar nanotubos de carbono para a remoção das moléculas de glifosato do meio ambiente.  Nossos resultados mostraram que a interação entre a molécula e o nanotubo é fraca (adsorção física), com energia de ligação em torno de 0,2 eV,  possibilitando a utilização dos nanotubos de carbono como filtros de  moléculas de glifosato.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.