Levantamento do número de exames de radiodiagnóstico em pacientes submetidos à internação hospitalar

Fernanda da Silva, Ana Paula Schwarz

Resumo


O objetivo, neste trabalho, é realizar um levantamento do número total de exames que utilizam radiação ionizante e fazer a estimativa da dose efetiva recebida pelos pacientes que foram submetidos à internação hospitalar. Os pacientes do sexo feminino apresentaram-se em maior número. Os exames com RX convencional predominaram em relação a Tomografia Computadorizada, seguidos do Ultrassom e da Ressonância Magnética. Dezenove pacientes receberam uma dose efetiva entre 10 a 15 mSv, 11 pacientes de 0 a 5 mSv, 11 pacientes de 15 a 20 mSv, 12 pacientes de 20 a 25 mSv, 5 pacientes de 5 a 10 mSv, 5 pacientes de 25 a 30 mSv, 7 pacientes de 35 a 40 mSv, 3 pacientes de 30 a 35 mSv, 2 pacientes de 45 a 50 mSv, 1 paciente de 40 a 45 mSv e 3 pacientes de 50 a 55 mSv, totalizando 80 pacientes pesquisados.  A análise consciente de cada exame solicitado, assim como a solicitação do exame correto e da técnica menos prejudicial por parte do médico deve se tornar rotina para que no futuro tenhamos menos efeitos provenientes da radiação ionizante, usufruindo somente dos benefícios da radiação para uma qualidade de vida cada vez melhor.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.