Doses de exposição em exames radiológicos realizados em sistemas cr e tela-filme

Giovana Tamiozzo Schmidt, Valnir de Paula

Resumo


Após a introdução dos sistemas de radiografia computadorizada nos serviços de radiodiagnóstico, em substituição ao então utilizado sistema tela-filme, percebeu-se que esta migração, apesar de trazer inúmeras vantagens, implicou o aumento da dose de radiação para a obtenção de imagens pelo novo sistema. Neste trabalho, objetivou-se otimizar as técnicas de exposição no sistema de radiografia computadorizada e, então, avaliar o percentual de elevação de dose de entrada na pele em relação ao sistema anterior. Após a obtenção das técnicas de exposição que possibilitassem imagens de bom padrão diagnóstico, com a menor dose possível de radiação para o sistema de radiografia computadorizada, comparou-se estas doses de exposição com aquelas que eram praticadas no sistema tela-filme. Calculou-se o percentual de aumento da dose na radiografia computadorizada em relação àquele sistema. Concluiu-se que os percentuais de elevação de dose encontrados, mesmo otimizando as técnicas de exposição para o sistema de radiografia computadorizada, foram significativamente altos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.