O ciclo das águas: história e imaginário

Lisiane Bonilla Trindade, Zília Mara Pastorello Scarpari

Resumo


Em sua obra, O Ciclo das Águas, Moacyr Scliar consegue retratar a verdadeira situação das imigrantes judias que vieram para a América em busca de melhores condições de vida. O autor dirige-se e homenageia, com a personagem principal, a todas as mulheres judias que tiveram que esquecer suas tradições para se tornarem sujeito de grandes lutas e conquistas. Na questão histórica, penetra o componente imaginário: em toda a obra, o elemento água tece uma rede simbólica que remete à transição psíquica e emocional de suas personagens. Nesse contexto, podemos inserir os estudos de Gaston Bachelard em A Água e os Sonhos (1997), em que ele reconhece o elemento água como um tipo de destino essencial que metamorfoseia, incessantemente, a substância do ser.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.