Um olhar crítico-refletivo sobre a concordância verbal na língua portuguesa

Matheus Mario da Costa, Nilsa Teresinha Reichert Barin

Resumo


O ensino de sintaxe da língua portuguesa tem sido limitado pelo fato de as análises partirem de estruturas superficiais e regras, conforme a gramática tradicional, que impõe normas sobre o uso da língua ao invés de analisar a origem das estruturas sintáticas que, em muitos casos, apresentam incoerências. Com o objetivo de fazer um estudo crítico sobre a concordância verbal na língua portuguesa, apontando problemas de análise e emprego, foram avaliadas questões sobre a concordância verbal em provas de língua portuguesa, aplicadas em vestibulares de quatro instituições de ensino superior de Santa Maria — RS. Com base nas questões e nos gabari-tos, foi feito um paralelo entre a gramática tradicional e a gramática descritiva, apontando vantagens e desvantagens de ambas e, à medida do possível, algumas contribuições para futuras reflexões a respeito.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.