Estudo teórico de funcionalização de nanotubos com grupo amida

Stefanie Camile Schwarz, Gisene Bolzan Martins, Solange Binotto Fagan

Resumo


Neste trabalho, analisamos, teoricamente, o comportamento
de nanotubos de carbono funcionalizados com grupos amida. Para
este estudo teórico, utilizamos a teoria funcional da densidade,
pseudopotências, supercélula, funções de base, que estão implementadas
no programa SIESTA (Spanish Initiative for Eletronic Simulations with
Thousand of Atoms). Observamos que os nanotubos funcionalizados
modificam suas propriedades físicas e químicas, gerando enormes
perspectivas de aplicações. Após anexar os grupos amida, os nanotubos
que, originalmente, eram semicondutores, passam a apresentar um nível
semipreenchido no gap de energia. Este nível é característico de um
centro atrativo com capacidade de capturar carga eletrônica. Portanto,
a partir destes resultados, pode-se sinalizar para a criação de novos
materiais, como por exemplo, sensores químicos e biomoleculares
e conexões nanotubos-DNA usando grupos amida como conexões
químicas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.